20 setembro 2011

CALEIDOSCÓPIO





Não posso parar agora, corri todos os riscos propositadamente, por que acredito no amor...

Renasço após cada dor e para meu espanto, repetidas vezes. Vezes sem conta estou me reinventando. Estou me levantando e tentando sorrir.

Cada vez que sacudo a poeira, estou mais plena, mais forte, mais perto do milagre de quem realmente sou. Um milagre de amor, eu nasci do amor dos meus pais, por que não viver no amor?

Tenho esperança... onde a maior parte das pessoas vê apenas deserto, eu consigo encontrar um oásis. O amor me dá esperança.

E não estou falando de amor carnal, aquela paixão sexual, (boa demais por sinal, doida pra sentir isso de novo!). "To" falando de amor no mais profundo sentido. Amor próprio... amor pelo que faço... amor pelas pessoas ao meu redor, amor pela vida, pelo planeta... buscando fazer a minha parte, mudar o meu mundo e tentar mudar o das pessoas ao meu redor para melhor.

Eu estou correndo todos os riscos, por que acredito no que estou fazendo e buscando.

Mesmo com as mágoas, mesmo com as bobagens que faço, mesmo com os erros cometidos, mesmo com as descrenças que às vezes me abatem, eu quero ser feita de amor.

Amar o todo, tudo e todos e não desistir. Amor, me trás esperança.

Pequenas ações ao próximo. Fazer um amigo sorrir num dia triste, um sms pra alguém que não está bem ou que tenha algo a comemorar logo cedinho, uma frase no facebook para quem está triste, um ombro amigo na desesperança, um abraço gostoso ao encontrar aquela pessoa querida.

Tento ter sempre uma palavra de consolo, mesmo que muitas vezes o coração partido, seja o meu!

Não posso parar agora, não posso desistir. Esse dínamo que me impulsiona e não me deixa nunca parar... num rítimo frenético: planejando, executando, pensando e sonhando... entregando o futuro nas mãos de Deus, mas trabalhando no presente pra alcançar meus anseios, não parando nunca... não desistindo jamais de nada. Não podendo fazer isso, por que algo não me deixa. Meu dínamo interior não deixa. Minha fé na vida, na humanidade e em Deus, não me permite desistir.

Amando sempre, tudo... meu trabalho, meus amigos, meus sonhos, meus objetivos.

Simplesmente não sei não viver assim. Simplesmente não consigo... está além de mim.

Fico feliz em perceber que nada me tirou isso... fico feliz ao entender que não me amargurei... não me "amarguei". Continuo sendo quem sou... continuo com a minha essência, de muito amor.

O amor me norteia de novo e mais uma vez é minha bússola.

Havia me esquecido, como era viver assim... amando muito... a vida! Acordar com vontade de acordar... levantar muitas vezes cansada, mas com vontade de terminar o dia bem!

Durante um tempo me apaguei, sumi, tornei-me uma sombra de quem eu era. Mas agora, que delícia... estou de volta e não quero mais férias de mim mesma!

Girei o caleidoscópio da minha vida e obtive uma imagem colorida linda. Uma giradinha, um olhar diferente e o resultado é completamente outro!

Caleidoscópio... Uma boa imagem para descrever meu momento... o amor é para todos, mas meu tempo e energia para quem merece. Mudo as imagens conforme as pessoas agem... e vivo assim melhor.

Não quero nada mais de ninguém a não ser de mim mesma... quero ser melhor, perdoar mais, viver mais, me entregar mais, sem medo de ser feliz... por que a cada queda, lá vou eu de joelhos roxos dançar novamente!

Não sou santa e nem modelo pra ninguém, sou apenas alguém normal, que anda com o coração nas mãos e alma querendo crescer sempre.



_______________________

Brigite Deeke
Autora do Blog
brigiteandme.blogspot.com